Diário de Bordo

Diário de Bordo 18 – O Inominável

Participar de concursos literários é um item que faz parte do meu planejamento como forma de divulgar meu trabalho autoral e ao mesmo tempo me forçar a sair da zona de conforto, entretanto na última semana passei por uma provação que se mostrou um grande aprendizado. Depois de passar pela prova de fogo da votação pública que quase me matou de ansiedade, estamos aqui para uma nova fase.

O Inominável

Aproveitando a finalização de um rascunho que estava planejada para o final do mês de Abril (concluído no penúltimo dia do mês, sucesso), inseri no meu cronograma a participação do II Game Literário do Portal da Escrita, portal que acompanho há algum tempo. A primeira etapa do Game consistia em escrever uma sinopse até o final do mês de Abril, a qual seria colocada em uma votação pública e avaliação de jurados. Apenas 30% (ainda bem que não foi 3%, como na série) das sinopses passariam e posteriormente, os aprovados deveriam evoluir a sinopse para um livro curto, com até 150.000 caracteres com espaço (a série O Prog e a Música ao Redor do Mundo aqui do blog tem mais do que isso). A proposta me pareceu interessante, e foi então que surgiu a ideia para “O Inominável”.

Desde o início eu tinha uma expectativa negativa quanto ao fator “votação pública”, porém nunca imaginei o quão complicado fosse o processo. Quando as regras para esta votação foram anunciadas, fiz uma divulgação inicial tímida tanto no Blog quanto em meu Facebook, como planejava. O número de votos começou a subir, mas logo outros participantes dispararam e fui ficando para trás. Não sou uma pessoa engajada no “meio blog”, no “meio literário”, em meio nenhum, e isso foi uma tremenda desvantagem quando o alcance do Facebook se mostrou limitado. Exceto por um grupo pequeno de pessoas com quem converso com certa frequência, na maior parte do tempo eu acabo me perdendo em trabalho, principalmente na escrita. Peço desculpas por isso, é um defeito que preciso corrigir. Pensei até em desistir no meio do caminho. Felizmente, o apoio individual e dos parceiros mais próximos se mostrou fundamental para atravessar por essa maré com louvor, mesmo que no fim das contas o voto público foi apenas uma parte do processo.

O que vem depois

Confesso que, depois de analisar o potencial dos outros participantes do processo, eu fiquei em dúvida se havia alguma possibilidade para mim com o tipo de proposta que tenho, principalmente durante este processo de votação. Num país marcado pela literatura infantojuvenil, estrangeira ou romance, uma proposta não muito definida, que mescla suspense, mistério, horror e outros elementos de nicho é um ponto fora da curva. Adicionalmente, na plataforma onde este processo está ocorrendo, a LuvBook, os livros mais lidos são romances (ou romances 18+).

Mas enfim, deixando o azarão de lado, a ideia desta última etapa do concurso é colocar o livro na integra na plataforma mencionada, e assim disponibiliza-lo para leitura. Apesar de outros participantes disponibilizarem os capítulos individualmente, por hora não será minha intenção. A única coisa neste momento que se mantém fixa é a sinopse, a qual pode ser conferida no link a seguir: https://www.luvbook.com.br/l/947/

Assim como me mantive fiel ao tipo de história que amo e pretendo seguir escrevendo, também me manterei fiel ao meu processo de concepção e escrita, e durante este processo, muita coisa pode acontecer. Eu sempre tenho em mente as linhas gerais do que quero escrever, mas deixo os personagens me contarem a história, e eu apenas a registro. Muitas vezes mudanças drásticas ocorrem durante este processo, fazendo com que eu precise rever elementos já escritos da história, pois talvez eu os tenha interpretado de forma errônea.

Uma vez que a história passa a existir em alguma realidade paralela (se não me engano, em minha mente existem três) e eu a vivencio, sou um espectador, que captura os pensamentos e os eventos, do meu ponto de vista, tentando muitas vezes escrever segundo o pensamento de um personagem específico, mas eu posso errar, posso ter ouvido algo errado, interpretado algo errado. Há momentos intensos, cheios de barulho, que tenho que revisitar para entender o que aconteceu. Às vezes as coisas estão tão fora de controle que eu me desgasto durante o processo. É, parece coisa de maluco, mas é assim que funciona para mim, ao ponto de que eu tenho memórias vívidas de determinados eventos que aconteceram durante minha escrita, tão vívidos e reais quanto situações que eu vivi fisicamente nesta realidade física. E é assim que pretendo viver e registrar esta história de quatro amigos que acabam se envolvendo com algo que está além de sua compreensão.

Onde há escuridão, há esperança

Desde o início minha intenção neste concurso era participar com o livro na integra, o que já está acontecendo e eu agradeço imensamente à todos que fizeram parte desta empreitada, portanto, já é um sucesso pessoal estar entre os quatro finalistas. O que quer que aconteça nesta última etapa será lucro para mim, independentemente do resultado. Apesar de contar com quatro livros em rascunho (sendo um deles em via de finalização definitiva), “O Inominável” de certa forma será minha estreia como escritor em um âmbito maior, mesmo com um tamanho reduzido se comparado aos rascunhos mencionados (se minha matemática aproximada não falhou, o menor deles é aproximadamente 4 vezes maior que o máximo limitado pelo Game). A ideia sempre foi participar do concurso para poder divulgar meu trabalho e sair de minha zona de conforto, e de uma forma ou de outra, isso já está acontecendo, portanto, fique ligado nos próximos capítulos de “O Inominável”, figurativa e literalmente. Aquele abraço!

 

Anúncios

Comenta aí!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s