Diário de Bordo

Diário de Bordo 5 – Retrospectiva e as 4 Promessas

Promessa é uma palavra forte, usada para dar certeza a nós mesmos ou para os outros que faremos alguma coisa. Uma palavra forte, mas que facilmente perde sua pompa em face ao fracasso ou ao esquecimento, ainda sim, a utilizamos com frequência. Eu mesmo posso estar sendo hipócrita ao pensar hoje desta forma, apesar de recentemente ter cumprido uma promessa que fiz de forma indireta aqui no blog, que era ajusta-lo para publicar meus contos autorais.

Por isso, resolvi registrar aqui uma pequena retrospectiva pessoal (ou que concerne aos que o acompanham há algum tempo) de todos os posts que fiz no Diário de Bordo, ou até mesmo no restante do blog, mas especialmente no Diário de Bordo, onde sempre contei alguns detalhes dos processos produtivos que já participei, projetos e metas.

Registrar é preciso

Registrar é preciso

Este blog, no inicio de seus tempos, se chamava Peaceful Thousand Waters, uma brincadeira de ideogramas com o nome do nickname que uso desde que entrei definitivamente na internet, kairasensui, que, a propósito, concerne a apenas um de meus projetos, que levará um bom tempo até ver a luz do dia. A finalidade inicial deste blog era expressar a mera opinião de um adolescente imaturo e perdido em 2009, juntamente com seus poemas, um desabafo abstrato do que estava sentindo. E foi assim, por muitos anos, até que resolvi remover todo o conteúdo deste endereço e guarda-lo debaixo de 7 chaves para a posterioridade.

Quero meus dias de Manchete de volta

Quero meus dias de Manchete de volta

Em 2013, criei uma linha editorial para o blog baseada no universo dos mangás como meu principal tema, um tema que naquela época era pauta principal de meus estudos e lazer. Desenhar mangás era um hobby que tinha desde meus primeiros anos na escola e que teve seus altos e baixos, ainda quando eu tinha esperança de completar um. A primeira promessa: desenhar um mangá. Acho que ficou bem claro neste blog que minhas habilidades artísticas em contraste com meu padrão de exigência não são mais compatíveis. Logo, esta promessa não será cumprida. Talvez um dia em parceria com algum desenhista, mas acho difícil, pois como já mencionei, todos possuem uma agenda bem diferente do que eu gostaria para obter um resultado decente. Já eu, desisti de tentar, de desenhar, e espero que isso tenha ficado claro para eu mesmo. Já as histórias, são pelo menos 15 anos de roteiros e ideias que ficarão na gaveta até que eu saiba como reaproveita-las.

O Beyond Project pode ser considerada a segunda promessa, que em algum momento convergiu com a primeira. Em 2008, quando integrei a equipe que estava sendo formada pelo Igor Damini, nós sonhávamos alto, e esperávamos demais da boa vontade das pessoas. Durante 7 anos tentamos com diversas abordagens para tentar tirar a ideia da cabeça, mas patinamos num processo de teimosia até realmente entendermos que as coisas teriam de ser diferentes se o amor que tínhamos pela história era maior do que o meio que queríamos que ela pertencesse. A partir do momento que tomamos as rédeas do projeto para apenas nós mesmos, tudo mudou, nós mudamos e com isso, a história finalmente está tomando seu rumo. Pelo menos, um dia, poderemos cumprir a promessa que fizemos para aqueles que nos conhecem, que era fazer o Beyond existir. Mas para a segunda promessa, eu não posso prometer o Beyond como ele foi prometido, mas posso dizer que quero que ele tome o corpo que está tomando finalmente. Ainda quanto ao Beyond, com o nosso amadurecimento, percebemos o quão difícil é contar com o trabalho alheio quando as pessoas não acreditam de coração que estão fazendo parte de algo maior. Também definitivamente cessamos a exposição do projeto para algo mais tímido, até que tenhamos algo físico e concreto para que as pessoas possam aproveitar.

O blog em si, é a terceira promessa. A promessa de manter este canal atualizado, regular, parceiro inclusive de um projeto maior, como a Any Magazine. A Any Magazine, no formato que estava, acabou, e embora ainda haja certa intenção de retornar, prometer que ela vai acontecer novamente eu não posso, pois não depende de mim. Também não posso prometer, desta vez, que o blog vai continuar por anos e anos com conteúdo novo ou frequente. Pode ser que daqui a dois meses ou dois anos algo aconteça e eu não possa mais gastar uma parte do meu tempo com essas falações online, ou perca a vontade. Espero que, se por um motivo eu abandone o blog, que seja para ter mais tempo para produzir, escrever, publicar.

A quarta promessa, bom, a quarta promessa talvez não diga respeito ao blog, ao Beyond ou aos mangás, diz respeito a mim. Quanto a ela, sempre, estou fazendo e agindo contramaré para cumpri-la, mesmo quando essa grande maré está contra mim literalmente.

I will try

I will try

Bom, sei que este post não acrescentou muito ou até mesmo seja inútil neste momento, mas eu não prometo, eu espero, que no futuro ele tenha alguma valia. Um abraço e até mais!

Anúncios

Comenta aí!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s