Falando sobre Mangá

Basta somente um bom traço e um roteiro interessante para ser mangaká no Brasil?

Fazer mangá ou ser mangaká no Brasil é complicado, isso é fato, praticamente uma aposta. Muita gente acha que vai começar como o bonzão e já vai viver disso. Não é bem assim. Segundo uma pesquisa que li há algum tempo, sim, existem mangakás como Eiichiro Oda (One Piece) que faturam milhões ao ano. Enquanto isso, mangakás no Japão com um índice de venda não tão absurdo ganham menos que a média de um funcionário em uma empresa no Japão. Percebe que destaquei e mencionei duas vezes a palavra Japão? Se lá, o país do mangá, é assim, vamos tentar imaginar essa realidade aqui no Brasil. Aqui tem um espaço enorme para que o mangá se torne uma arte respeitável, é possível mudar o mercado. Existe muita gente ninja, mas é preciso mais “pé no chão”, paciencia e insistencia, do que somente um bom roteiro e uma arte bonita.

Esta coluna Dicas Tensas trará a partir dos próximos posts muita coisa fruto de anos de estudo e aplicação que tem auxiliado o Beyond Project a sobreviver e ter visão de publicar, mas para isso eu quero falar rapidamente do porque você deve ler esta coluna. Cabe a você avaliar se estas dicas fazem sentido ou não para a sua realidade. Se você não concordar com este primeiro post, é provável que não vá achar o restante válido, então recomendo esta primeira reflexão e fique a vontade para comentar o que achou. Muitas dicas se aplicam a qualquer objetivo ou profissão, portanto vale para quem não é do ramo também.

Ser mangaká não se resume a pensar em uma estória e sair desenhando. Talvez se a ideia for muito boa e o país não for o Brasil, pode ser que dê certo. Uma coisa posso dizer com os anos que temos tentado fazer algo de qualidade aqui: o mercado atual de mangás no Brasil exige que você faça o próprio mercado, ou seja, você precisa ser um canivete suiço e manjar, ou pelo menos ter uma noção de:

Marketing – para divulgar o projeto direito;
Comunicação – não adianta você ter um material muito bom e não saber falar sobre ele;
Vendas – entender o que está em alta ou baixa de vendas e como usar isso a seu favor;
Direito – pois você pode ser passado pra trás nas entrelinhas da lei;
Eventos – não adianta arranjar um espaço num evento de anime e não saber aproveitar;
Planejamento – manjar de tudo é uma coisa, planejar tudo isso e executar no tempo certo é outra;
Trabalhar em equipe – parece óbvio, mas acho que é o mais dificil de todos que citei aqui

Canivete suiço

Eu tinha um desse, mas quebrei o saca-rolhas #chatiado

Tem muito mais, mas o ponto é que além de saber o mínimo sobre estes assuntos, você tem que ter disposição para ter um trabalho que te sustente, estudar, ter tempo livre, viver… Não vai ter ninguem pra fazer isso por você, mesmo que você seja o melhor desenhista do Brasil ou tiver o roteiro mais top da atualidade.  Se você não for atrás, não vai conseguir nada também.

Se você, ou sua equipe, está disposto a investir nesse canivete suiço de conhecimentos, continue acompanhando este blog, pois regularmente passarei o que tenho de conhecimento na tentativa de ajudar meus companheiros nesta guerra. Não sou o dono da verdade e eu não tenho uma formula mágica, mas o que tenho a dizer pode ser útil pra você.

Não esqueça de comentar o que achou e vamos em frente construir essa Genkidama no mercado de mangás brasileiro!

Genkidama

Vai Goku, ajuda aê!

PS: “Ah, mas vocês não tem nada publicado, mimimi”, você tem razão, mas existe um bom motivo para isso: além do fato de estarmos considerando, estudando, errando e aprendendo em todos os pontos que citei, não estamos só fazendo um mangá, nós estamos fazendo um universo próprio, que vai além do mangá e isso demanda muito esforço, dedicação e tempo. Mas essa é outra história, um pouquinho disso você pode conferir no Diário de Bordo.

5 pensamentos sobre “Basta somente um bom traço e um roteiro interessante para ser mangaká no Brasil?

  1. UMA PESSOA…em CINCO ANOS…E olha que nós do Beyond Project, ja conversamos com MUITA gente que gostaria de criar um mangá…O que eu quero dizer é exatamente isso: HÁ um preconceito, e ele só poderá ser superado aqui, com VONTADE…Não gosto de dizer palavras duas, muito menos de ter de dizê-las por ser a mais pura verdade. Agora, se alguem tiver alguma curiosidade ou dúvida sobre a realidade que eu descrevi e o preconceito q eu citei estar contido nela de forma velada, eu proponho uma brincadeira…um desafio divertido que possa, talvez, surpreender muitos^^ :

    Aquele que já quis, ou que ainda quer publicar um mangá no Brasil, ou mesmo aquele que gostaria de ver mais obras brasileiras de mangá nas prateleiras das bancas de jornal…e q JA CANSOU de caçar isso na internet ou nas bancas, livrarias e lojas do gênero: Por favor, comente meu post me desmentindo…Se for o caso, eu realmente não vejo problema em reconhecer se estiver errado sobre a impressão que eu tenho ^^

    Mas para aqueles que já quiseram ou ainda querem publicar um mangá aqui no Brasil, ou aqueles que gostariam de ver mais obras brasileiras de mangá, nas prateleiras das bancas de jornal…e q NUNCA procuraram nem pela internet, se informar se há alguma oficialmente publicada por uma editora (que seja periodica e não um fanzine), peço, por favor,CURTAM e COMPARTILHEM ESSE POST…

    No final, gostaria de ver quantos comentários, e quantas curtidas e compartilhamentos haverão…Sejam sinceros…

    Bom divertimento e obrigado pela paciência de ler os meus posts por inteiro …eu escrevo demais xD

  2. De todas as pessoas q eu posso imaginar q vc fique analisando o comentário…acho q o meu, é um dos mais inuteis pra vc, ja q vc ja sabe qual a minha opinião de cor e salteado xD…mas ainda sim, aqui vai ela…pra galera q ver esse post. Eu sou, o idealizador do Beyond Project (pra quem conhece, meus agradecimentos^^. Pra quem não conhece é só acessar http://www.beyondproject.com.br), e junto com o Gustavo Lopes, desenvolvo o projeto ja faz quase 5 anos…E uma coisa eu digo com convicção: é MUITO difícil fazer mangá no Brasil, mas ainda mais difícil é ser RECONHECIDO por isso. E isso, por uma ÚNICA e simples razão: preconceito. Ainda há uma impressão muito erronia entre os muitos q consomem manga, e os tantos outros que sonham em fazê-lo aqui: a impressão de que é “just to damn hard to do it”…E q é mais facil, talvez mais simples, esperar que alguem o faça, ou que alguem nos ofereça uma oportunidade…E assim, apenas acompanhar o q vem de fora…Reconhecimento, NÃO VIRÁ FACIL…Eu tive de escutar, de um amigo, conhecido meu, que pra mim é uma das pessoas mais CRIATIVAS em questão de roteiro (pra idade que tem), que ele VAI (NÃO QUE ELE QUER), chegar a ser o numero 1 da Jump, no Japão…Pode ser um objetivo fora dos limites dos padrôes que vivemos aqui…E pode, pela dificuldade da natureza desse objetivo, que ele jamais seja alcançado…Ainda sim, INDEPENDENTE DISSO…esse garoto, que tem esse sonho, em 5 ANOS, desde que dei início ao Beyond Project, foi o ÚNICO que eu, conversando, realmente senti, pelo grau da conversa, que teria capacidade de realizar ALGUM SONHO, mesmo que não seja o seu objetivo principal…

Comenta aí!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s